25 de março de 2015

O calor do amanhã

     Hoje não consigo dormir. Não é lá aquela novidade, mas há algo de especial nisso. Amanhã quando acordar meu mundo não será mais o mesmo, e mesmo que a mesmisse bata na porta, o mundo não será mais aquele com qual fui me deitar hoje.
     E é por isso que eu tenho uma insônia neste determinado momento, pois é humano ter medo do novo. É o novo que traz consigo os mistérios da vida. E as surpresas, agradáveis ou não, apenas são pontes para um outro novo caminho a ser seguido.
     Se o cobertor esquentar demais a sua cama, se o travesseiro já estiver todo amassado, se suas oraçőes já foram feitas, então sorria, pois quando o Sol nascer e trazer o calor, quando os pássaros voltarem a cantar próximo a janela do seu quarto, lembre-se, seja hospitaleiro com seus próprios rumos. Eles só querem ser bem recebidos.

B. Bellato

2 comentários:

Claudiney Genilhu disse...

... bem fico feliz de saber a insônia a outros também faz companhia, e ainda mais de constatar que o peso de certas penas não condenam...

Douglas Santos disse...

Que legal, você ainda posta! Tava fuçando.